Esta é a primeira comunicação entre a diretoria executiva recentemente empossada e os associados da ASIBRAM. Esperamos que daqui em diante essas comunicações sejam mais frequentes e diretas, no sentido de consolidar a proposta da gestão Somos IBRAM 2016/2018 para a construção coletiva dos nossos objetivos comuns.

Nesse sentido, informamos que nossa forma de trabalhar seguirá procedimentos distintos aos adotados pelas gestões anteriores da ASIBRAM: com o intuito de promover o diálogo e a construção conjunta de ideias e projetos, seguiremos a linha de formação de comissões internas com abertura à ampla participação dos associados. Essa forma de trabalhar foi percebida como necessária diante da relevância dos temas a serem tratados, que exigem o envolvimento direto dos associados em apoio aos membros da diretoria para consolidar as ações a serem executadas.

Neste primeiro mês de trabalho a diretoria realizou reuniões periódicas para tratar dos assuntos relativos à carreira e ao órgão aos quais pertencemos e o levantamento dos documentos repassados pela gestão anterior, constituindo o momento inicial de diagnóstico das demandas. O próximo passo consistirá em compartilhar a atual situação das demandas e tratativas em andamento por meio da convocação de uma Assembleia Extraordinária.

Por fim, reforçamos nosso compromisso em atuar de forma efetiva em busca de melhorias para a Carreira de Meio Ambiente e IBRAM.

Contamos com o apoio de tod@s para que alcancemos nossos objetivos!

Chapas cadastradas para a  próxima eleição da Associação dos Servidores do Instituto Brasília Ambiental - ASIBRAM.

                       Chapa SOMOS IBRAM

Diretoria Executiva

Presidente: Pedro Paulo Videiro Rosa

Vice-presidente: Gesileu Darc Jacinto

Diretoria Administrativa Financeira:

Titular: Danilo Filho Severino

Suplente: Lourdes Maria de Morais

Diretoria Sociocultural

Titular: Fernanda Santos Carvalho

Suplente: Marcos João da Cunha

Diretoria de Esportes

Titular: Wallas Oliveira Castro

Suplente: Valdivino José Souza Filho

Diretoria de Capacitação e Progressão Funcional

Titular: Amanda Caldas Porto

Suplente: Raoni Nazareth Costa

Diretoria de Comunicação e Marketing

Titular: Marianne Silva Oliveira

Suplente: Luiz Antônio de Souza Aguiar

Diretoria de Relações Institucionais

Titular: Francisco Maciel Barbosa

Suplente: José Tadeu Silva

CONSELHO FISCAL

Chapa nº 1

Presidente: Rachel Basílio Pereira de Souza

Membro Titular: Felipe Campos Duarte

Membro Titular: Lorena Ribeiro de A. Cordeiro

1º suplente: Diberto B. da Silva

2º suplente: Alisson Santos Neves

3º suplente: Juliana de Castro Freitas

A Associação dos Servidores do Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Distrito Federal - ASIBRAM/DF e a Associação dos Auditores Fiscais de Controle Ambiental do Distrito Federal - AFICAM/DF manifestaram-se por meio de Carta Aberta à toda a população  do Distrito Federal acerca do Projeto de Lei n° 153/2015 que versa sobre "a criação amadorista e comercial de passeriformes domesticados da fauna nativa brasileira de origem silvestre e dá outras providências".

Para o acesso à carta, clique no link abaixo:

Carta Aberta - ASIBRAM e AFICAM.

 

Amanhã, terça-feira (22/09/2015) haverá uma reunião extraordinária da ASIBRAM, ao meio dia, no pátio do Instituto, com a presença do SINDIRETA. Na oportunidade serão esclarecimento de alguns pontos importantes relacionados às últimas mudanças na máquina pública, além de maiores detalhes sobre a paralisação marcada para o dia 24/09/2015.

Contamos com a sua presença!

Após o pronunciamento de ontem (15/09/2015) do Governador do Distrito Federal, a respeito das medidas tomadas para aumento da arrecadação, que ferem diretamente a população e os servidores públicos do GDF, a Asibram, em conjunto com o SINDIRETA, estão reunindo-se para que possamos trazer para os nossos associados os próximos desdobramentos a serem discutidos em Assembléia. Voltaremos com mais informações em breve.

Dentre as reinvidicações está o não pagamento das licenças-prêmio no ato da aposentadoria, a defasagem no auxílio alimentação, o não pagamento de horas extras e assuntos correlatos aos projetos de Leis Complementares nº 19, 20 e 21.

Para maiores detalhes, leia o documento em anexo.

Informamos ao dileto (a) associado (a) da ASIBRAM, que esta Associação de Servidores vem esclarecer a não existência de ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) contra os artigos 20 e 21 da Lei nº 5.195/2013 que migra servidores de algumas Especialidades da Carreira de Atividades de Meio Ambiente do IBRAM para recebimento na Tabela de Remuneração da PGDUR. Este fato foi esclarecido em Assembléia Extraordinária ASIBRAM. Temos o objetivo de levar a informação no formato REAL e IMPARCIAL para, amparado na Assembléia, tomar os melhores rumos, sempre em prol dos Associados.

Atenciosamente,

DIRETORIA ASIBRAM 2014/2016

A medida começa a vigorar em 1° de setembro. Ainda segundo o Instituto, a restrição de entrada de animais domésticos é adotada em outras unidades.

O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) mandou pendurar uma faixa em uma das entradas da Ermida Dom Bosco, esta semana, comunicando à população o veto de animais de estimação, som de carros, bebida alcoólica e pescaria no interior da reserva ambiental. A ideia é que a norma comece a vigorar em 1° de setembro. Moradores da região e frequentadores do espaço são contra a medida, e pensam em organizar um manifesto nos próximos dias.

A funcionária pública Luciane Freitas, 47 anos, criou um evento no Facebook chamado Ermida Dom Bosco: Seu Melhor Amigo Não Merece Ser excluído!. “Quero mobilizar mais pessoas. É injusto o que estão fazendo”, disse. Ela vive com os yorskshires Meméia e Alex, e a pastora alemã Samantha em uma casa próxima à Ermida. Segundo ela, um dos motivos que a levou a escolher o imóvel foi a proximidade com a reserva. “Vamos lá todos os dias. Se essa história for para a frente, vai ser péssimo. Ficaremos sem lugar”, reclamou. Sempre que possível, a família pratica caminhada e natação na Ermida Dom Bosco, por considerar o local seguro.

O Ibram informou, por meio de nota, que a proibição foi objeto de consulta em anos anteriores e aguardava a normatização das questões pertinentes”. Ainda de acordo com o documento, “a Ermida é parte integrante da Unidade de Uso Sustentável, e, como tal, atende a normas específicas de acordo com seu regimento interno”.  Ainda segundo o instituto, a restrição de entrada de animais domésticos é adotada em outras unidades, como o Parque Ecológico e de Uso Múltiplo Olhos D'Água e o Parque Ecologico Ezequias Heringuer.

Fonte: Correio Braziliense

Por: Bernardo Bittar

 

No último dia 11, associados da ASIBRAM ajudaram a lotar a praça do Buriti em manifestação que pedia pró-atividade do GDF na defesa das leis que fixaram reajuste salarial para diversas carreiras do DF.

O julgamento da ADI pode se dar a qualquer momento e agora cabe ao GDF defender que as leis são, de fato, constitucionais, assegurando, consequentemente, os reajustes previstos nas respectivas normas.

Por enquanto, o governo vem assegurando o pagamento das categorias. Assim o fez no caso dos servidores da Educação e da Secretaria de Desburocratização (confira a matéria oficial aqui)

O Governo se pronunciou na última sexta feira afirmando que os aumentos dados e recebidos devem ser mantidos e que está aberto ao diálogo com as entidades de classe. Disse estar preocupado com a situação e que buscará alternativas para solucionar a questão sem afetar a qualidade dos serviços públicos (a matéria publicada você lê aqui).

Ontem o SINDIRETA foi recebido pela subsecretária de gestão de pessoas que assegurou que o GDF está fazendo o possível para reverter essa situação, para manter os reajustes concedidos nas leis que agora o MP questiona a constitucionalidade.

A ASIBRAM agradece a todos os associados que puderam estar presente no ato de manifestação e reforça o compromisso de lutar pela manutenção do reajuste concedido por lei.

 

A diretoria da ASIBRAM esteve reunida na manhã de hoje (13/01) com o Secretário de Meio Ambiente, André Lima, com vistas a iniciar as tratativas para aumentar o número de vagas da Carreira de Atividades do Meio Ambiente bem como promover a correção salarial entre servidores ocupantes do mesmo cargo.

Foi apresentado ao Secretário a importância e a necessidade de se criarem novas vagas para a carreira, visto que, atualmente, existe um quantitativo de servidores em exercício superior ao número de vagas e, ainda assim, o número se mostra insuficiente para que o IBRAM cumpra a sua missão institucional.

Na oportunidade, também apresentamos toda a problemática envolvida na diferença salarial que há entre ocupantes do mesmo cargo no âmbito da Carreira de Atividades do Meio Ambiente, pleiteando a intervenção do Secretário na sua resolução.

Relativamente ao primeiro pleito, espera-se que o processo autuado e em tramitação desde 2012 seja revisado e se transforme em um Projeto de Lei para ser votado pela CLDF. A aprovação desse projeto é de fundamental importância para que, futuramente, o IBRAM possa pleitear a abertura de um novo concurso público.

No que se refere ao pleito de equiparação salarial, André ponderou que é preciso propor não só a correção de salários como também a realização de um novo concurso público como solução para as dificuldades financeiras vividas pelo GDF. Segundo ele, é preciso se pensar em um "Programa de Fortalecimento do Órgão Ambiental" onde sejamos capazes de demonstrar os impactos financeiros positivos na economia local advindos da valorização dos servidores e da contratação de novos. Além disso, é necessário rever urgentemente os preços públicos cobrados pelo IBRAM e aproveitar de uma melhor forma os recursos provenientes da Compensação Ambiental e Florestal. Somente assim, o IBRAM passaria a ser credor perante ao governo adquirindo, de fato, autonomia financeira que lhe permita fazer proposições desse tipo.

Frente ao apoio do Secretário, a ASIBRAM irá se mobilizar para que, até o final do mês de maio desse ano, as autoridades competentes do IBRAM possam finalizar o processo de revisão de preços públicos e adotem as medidas necessárias para a realização do estudo que indique os impactos financeiros positivos advindos da contratação de novos servidores.

Você pode ler o teor da carta entregue ao Secretário clicando aqui.